Para que serve o seguro DPVAT: confira todas as informações

31/10/2019, 15:44h

Confira neste artigo o que é e para que serve o seguro DPVAT. Além de todas as informações sobre como funciona a cobertura e como solicitar a indenização.

Os boletos do início do ano para pagamento de impostos são tantos que muitas vezes esquecemos de questionar para que serve cada um deles, não é mesmo?

Principalmente, para quem possui um veículo os impostos anuais são inúmeros. Como, por exemplo, o tão conhecido IPVA, Licenciamento e o seguro DPVAT.

Mas, você sabe o que é e para que serve o seguro DPVAT?

Pensando nisso, separamos tudo o que você precisa saber sobre o seguro DPVAT. Vamos conferir?

O que é e para que serve o seguro DPVAT

O DPVAT, Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, foi criado para indenizar vítimas de acidentes de trânsito, sejam passageiros, motoristas ou pedestres.

O seguro DPVAT é obrigatório para todos que possuem veículos e é um imposto pago anualmente, juntamente ao IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

O seguro oferece cobertura total para herdeiros de vítimas fatais e nos casos de invalidez permanente, a indenização do DPVAT, será feita após o tratamento do acidentado e de acordo com cálculos previstos em lei. 

Também existe uma cobertura para despesas médicas, se for necessário tratamento ou tiverem gastos por conta do acidente de trânsito como, por exemplo, uma batida de carro.

As indenizações são pagas individualmente, não importando quantas vítimas o acidente tenha causado e mesmo que o veículo não esteja em dia com o DPVAT ou não possa ser identificado, as vítimas ou seus beneficiários têm direito à cobertura.

Como funciona a cobertura do seguro DPVAT

A proteção do DPVAT é assegurada por um período de até 3 anos dentro das três coberturas previstas em lei: morte, invalidez permanente e despesas hospitalares.

Confira na tabela abaixo, quem têm direitos à cada uma das coberturas e quais são os valores das indenizações pagas.

Coberturas

Quem têm direitos (beneficiários)

Valores da indenização

Morte

Familiares ou herdeiros legais

indenização individual de R$ 13.500,00

Invalidez permanente

Somente o próprio acidentado

indenização individual de até R$ 13.500,00 - o valor é estabelecido de acordo com o local e intensidade da sequela

Reembolso de despesas médico-hospitalares

Somente o próprio acidentado

indenização individual de até R$ 2.700,00 - o valor varia conforme o total de despesas comprovadas

 

No entanto, o seguro não cobre inúmeras questões. Por isso, é tão importante saber para que serve o seguro DPVAT e quais são as coberturas. Dessa, forma você saberá quando poderá solicitar uma.

Confira quais são os eventos que não possuem cobertura do DPVAT

  • acidentes com trens, barcos, bicicletas, aeronaves e qualquer outro tipo de veículo que não esteja obrigado ao registro no Detran;

  • danos materiais causados por colisão, roubo, incêndio e furto de veículos;

  • acidentes ocorridos fora do território nacional;
  • acidentes não decorrentes de trânsito.

O seguro DPVAT também não cobre despesas judiciais movidas contra o suposto responsável pelo acidente.

Mas, como é feita a solicitação do seguro DPVAT?

Para realizar a solicitação do seguro DPVAT, é necessário que você compareça à seguradora e leve alguns documentos, que variam de acordo com a gravidade do acidente.

Em casos de invalidez permanente

  • documentos pessoais da vítima do acidente como RG, CPF ou Carteira de Trabalho e Certidão de Casamento ou de Nascimento;

  • documentos do acidente: Portaria da Polícia Civil ou Boletim de Ocorrência Policial ou Portaria do Inquérito Policial;

  • laudo do IML ou, onde não houver IML, apresentar o documento médico.

Em casos de morte

  • documentos pessoais da vítima do acidente como RG, CPF ou Carteira de Trabalho e Certidão de Casamento ou de Nascimento;

  • documentos do acidente: Portaria da Polícia Civil ou Boletim de Ocorrência Policial;

  • certidão de Óbito da vítima, Laudo Necroscópico do IML, se o caso se enquadrar no Artigo 5º da Lei 8.441/92 , e comprovação da qualidade do beneficiário.

Atenção! Lembre-se que o requerimento só é válido se solicitado até três anos após a data do acidente. No caso de invalidez, a data é contada após a elaboração do laudo conclusivo.

Até a próxima!

Publicado por: Redação | Foto: SECOM

Categoria: Blog

Conheça mais sobre a mobilidade
da sua cidade.

O que não fazer no trânsito? Confira algumas atitudes proíbidas

20/01/2020, 15:59h

O Código de Trânsito Brasileiro aponta leis que indicam o que não fazer no trânsito quando estiver dirigindo ou pilotando. Clique e saiba mais informações.

Iluminação pública de Feira de Santana recebe melhorias

20/01/2020, 11:58h

Os feirenses pediram e a Prefeitura atendeu. Conheça o Projeto Nova Iluminação Pública, mais uma ação do Projeto Mobilidade Urbana de Feira de Santana.

Obras de mobilidade urbana em Feira de Santana: ampliação de avenidas

20/01/2020, 11:20h

A Prefeitura de Feira de santana não para de trabalhar. Confira, neste artigo, as novas obras de mobilidade urbana que estão sendo realizadas na cidade.

Tudo sobre o novo Centro Comercial de Feira de Santana

13/01/2020, 14:46h

Separamos, neste artigo, as principais informações sobre as definições para o novo Centro Comercial de Feira de Santana. Leia mais!

Aplicativos de transporte em Feira de Santana: veja os mais usados

02/01/2020, 18:33h

Separamos, neste artigo, as principais informações sobre como funciona e quais são os benefícios dos aplicativos de transporte em Feira de Santana.

Placa padrão Mercosul: confira quais são os novos modelos

02/01/2020, 18:25h

Confira as principais informações sobre as placas padrão Mercosul, qual a importância da Lei e os novos modelos para veículos automotores e ciclomotores.

Passarelas para pedestres: importância para a mobilidade urbana

02/01/2020, 18:18h

Saiba qual é a importância das passarelas para pedestres em relação à segurança e mobilidade urbana para a população de Feira de Santana. passarela-para-pedestres

Feira de Santana é o novo “Município Laço Amarelo”

23/12/2019, 17:06h

Feira de Santana recebeu o título de “Município Laço Amarelo”, por causa da realização de ações de conscientização sobre a importância do trânsito seguro.

A Prefeitura
quer ouvir você.

Deixe seu comentário, reclamação,
dúvida ou elogio.

Telefones úteis


SMT

(75) 3623-3580

SMTT

(75) 3603-7312

Defesa Civil

(75) 3626-4618

Guarda Municipal

153

Polícia Militar

190

Polícia Rodoviária

191

SAMU

192

Corpo de Bombeiros

193

Telefones úteis


SMT

(75) 3623-3580

SMTT

(75) 3603-7312

Defesa Civil

(75) 3626-4618

Guarda Municipal

153

Polícia Militar

190

Polícia Rodoviária

191

SAMU

192

Corpo de Bombeiros

193

Perguntas frequentes

Uma ferramenta digital e interativa de acesso a informações relevantes às questões de mobilidade de Feira de Santana.
Utilizar a tecnologia, aliada à participação popular, como ferramenta interativa na solução dos pontos apontados pela pesquisa de mobilidade urbana, promovendo a gestão pública e o cidadão como agentes desta transformação.
O mobilidade.feira inicialmente surgiu como um site para facilitar o acesso e potencializar os resultados da pesquisa do Projeto de Mobilidade Urbana Sustentável de Feira de Santana desenvolvida pela WBCSD (Business Council for Sustainable Development – Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável), coordenado pela Pirelli. Este projeto decorreu de uma série de questões aplicadas junto a vários segmentos da população, que se reverterá em importante ferramenta para a gestão municipal desenvolver o seu projeto de mobilidade urbana, nos próximos anos. Ao identificar o enorme potencial deste instrumento digital, a Prefeitura Municipal decidiu evoluir o site, transformando-o num portal interativo para ajudar no mapeamento, gestão da informação e principalmente, viabilizar um canal de comunicação eficiente, dinâmico e moderno com a população durante o alcance destes desafios.
Realização:
Parceiro: